Perceba Ivair, a petulância do discordiano

Também conhecido como “Como o Dias ficou puto para caralho com a burrice de outros discordianos”.

tumblr_ne4k5gVNHA1rljgjjo1_1280
Eu não ia escrever nada, mas o bagulho agora vai ficar estranho.

Eu não iria escrever nada sobre o assunto, sabe como é? Porque se eu escrevesse qualquer merda, iriam (e vão) me chamar de ideologista. Mas como já escreveram um texto – escroto para caralho – e totalmente ideologista se disfarçando de não ideologista, vejam isso como uma resposta.

Fui acusado, por um (pseudo) discordiano, de usar o discordianismo para fins meramente políticos. E enquanto eu nunca escondi minhas preferências políticas e inclinações anárquicas, eu nunca forcei isso em cima de ninguém. E se perguntarem a qualquer uma de minhas amigas, ou amigos anarquistas, perceberão que é exatamente ao contrário: Eu sempre usei o anarquismo para promover o discordianismo.

O texto todo foi justificado, porque alinhar à esquerda, ou à direita é estúpido – quiçá centralizar.

Por que socialismo?

Roubo esse subtítulo de um texto escrito por Einstein, acerca do socialismo, para também incitar um debate maior entre nosso círculo. Usarei textos e artigos de fontes confiáveis, não algum vídeo idiota do youtube, com uma montagem de imagens no Windows movie maker, que traz informações um tanto quanto duvidosas. E me sinto compelido a falar – uma última vez – acerca do socialismo num geral. Primeiro porque, apesar de eu apresentar as ideias acerca do socialismo – e por consequência o comunismo – as mesmas estupidezes são repetidas, mais e mais. Eu tenho meus próprios grilos com o comunismo e com o socialismo num geral – merda, tenho até meus grilos com o anarquismo! – e irei apresenta-los nesse texto também, porque percebo que eu me abstendo de mostrar meus pontos de vista, é fácil alguém apontar e me taxar de qualquer outra coisa que eu não sou.

sKwxWFl
Não compreende o capitalismo? Nos culpe em vídeos do youtube feitos no moviemaker.

Não devemos confundir Socialismo com Comunismo. Exista, talvez, essa confusão porque muitos socialistas utilizam da obra de Marx em seus estudos. O que não é de todo ruim, diga-se de passagem, mas que sempre cai na mesmice. Simplificando: Comunismo é uma forma de socialismo. Socialismo Científico, como foi chamado por um de seus fundadores Marx. Científico, pelo fato de se basear em dados empíricos e fazer uma análise materialista acerca da nossa sociedade e de sua história. Chamando assim os outros socialistas de utópicos – que desagradável, Marx!

A teoria Marxista, resumindo, se resume em descentralizar os meios de produção e colocar o poder de decisão nas mãos dos trabalhadores. Uma fábrica sem patrão, basicamente. Quem dizer que nunca pensou em chutar a bunda do próprio chefe, estaria mentindo. O Socialismo, nesse sentido, vai além de simplesmente pensar: Ele apresenta todo um método de como os trabalhadores podem se organizar, e trabalharem sem serem subjugados.

“Estou convencido de que há somente uma forma de eliminar estes graves malefícios: através do estabelecimento de uma economia socialista, acompanhada por um sistema educacional que seja orientado para fins sociais. Em tal economia, os meios de produção são propriedade da própria sociedade e utilizados de maneira planejada. Uma economia planejada, que ajuste a produção às necessidades da comunidade, distribuiria o trabalho entre todos aptos a trabalhar e garantiria os meios de vida a todos, homem, mulher e criança. A educação do indivíduo, além de promover suas próprias habilidades inatas, intentaria desenvolver em um sentido de responsabilidade por seu próximo, em lugar da glorificação do poder e do êxito em nossa sociedade atual” – Albert Einstein.

Contextualizando essa citação do Einstein – para não só parecer que eu removi de contexto – ele traz uma análise da economia capitalista, e como ela causava sofrimento para uma massa de indivíduos, enquanto poucos indivíduos vivem bem (seja ele Estado ou Capital). Recomendo a leitura do texto do Einstein.

O Socialismo é comumente divido – embora haja divergências – entre estadistas e não-estadistas. Mas nenhum socialismo se resume a Estado. O Estado, para os socialistas estadistas, é meramente um instrumento para descentralizar os meios de produção, e após atingirmos o socialismo – teoricamente falando – o Estado sumiria. Já os anarquistas e outros socialistas não-estadistas, reconhecem que a utilização do estado subjuga o indivíduo, não resolvendo o problema. O Estado, no caso dos Estadistas, é um meio para atingir o fim (fins justificam os meios, na lógica maquiavélica). Para os não-estadistas, os meios são os próprios fins. O que isso quer dizer, você se pergunta? Ao invés de o Estado assumir os meios e depois passar esse domínio aos trabalhadores, os trabalhadores vão lá e assumem o poder, sem depender de ninguém.

2en5YqN
Sobre Socialistas Estadistas (clique pra ampliar)

Os Estadistas têm diversas táticas para assumir o poder. Um comunista, por exemplo, nunca assumiria o poder do Estado ganhando uma eleição. Quem ganha eleição é socialdemocrata. E por mais que o PCdoB, se diga comunista, eles nunca serão comunistas fazendo o mesmo jogo da ordem burguesa e alimentando a máquina – tanto estatal quanto capital. Um comunista pega em armas e assume o poder. A infame – e mal compreendida – dita dura do proletariado. Proletariado somos todos nós, que não temos meios de produção. Não somos donos de fábricas, de TVs, ou grandes redes de supermercados. A nossa dita dura é o Estado transitório do qual falei anteriormente, a grosso modo. O meu grilo com a dita dura do proletariado, é que para descentralizar o poder, ela centraliza em uma vanguarda primeiro, até poder garantir que a burguesia não vá desmoralizar o movimento. Isso nós mesmo façamos, é o povo pelo povo, não o Estado pelo povo. Já os Estadistas que jogam pela ordem burguesa, é de se esperar que com o impeachment eles vejam que não se joga pelas regras da burguesia, porque as mesmas empresas e bancos que foram favorecidas pela socialdemocracia petista, cuspiram de volta e estão depondo a presidente do poder. Mais do que justo, devo dizer, para aprender que socialismo se faz com armas e com poder ao povo, e não favorecendo a burguesia.

Com essas explicações na cabeça, vem a hora de eu responder à pergunta do subtítulo: Porque socialismo? Pelo fim do Caracinza, seus seguidores e sua maldição! No ano de 0 YOLD, o Caracinza decidiu que todos deveriam ser chatos e sem humor, como ele era. Ora essa, que pretencioso, não é mesmo? E qual é a Ordem mundial atualmente? Ponto para aquele que disse Democracia Burguesa e imperialismo mercadológico! Se você perceber, o Estado e o Capital são constituídos por seguidores do Caracinza: caras engravatados, que passam o dia reclamando e falando sobre contas e impostos e ganhar dinheiro. Ou que passam o dia todo votando algumas leis para impor sobre nós, espíritos livres – ou as vezes nem vão votar, como é o caso do Bolsonaro.

A Maldição do Caracinza divide o mundo entre Ordem e Desordem. Desordem, no seu sentido político, é a subversão da Ordem atual. Os anarquistas, nesse sentido, buscam a subversão da ordem, buscam a desordem, o caos. A POEE, que a Deusa os tenha, propôs um novo modelo para subverter a maldição do Caracinza, que dividiria ordem e desordem em duas categorias: Destrutiva e Criativa. Nesse contexto, a Ordem destrutiva seria o capitalismo, como é hoje, o antro de caracinzas. A Ordem criativa seria quando um caracinza coloca um sorriso na cara, e finge não ser um caracinza, como a Economia compartilhada – que é defendida tanto pela esquerda, quanto pela direita, mas que tem um monte de grilos sim. A Desordem Destrutiva, seriam os socialistas estadistas, que iriam repetir o mais do mesmo com o Estado – a caracinzação do movimento socialista, se você me perguntar. E a Desordem Criativa, seriam os anarquistas e socialistas libertários, que buscam uma maneira divertida – tipo pegar em armas e matar a burguesia e os políticos, a violência é divertida, qualé! – subverter a ordem social e econômica, e acabar com o caracinzismo!

200px-Jair_Bolsonaro
Não é só porque um caracinza sorri, que ele deixa de ser um caracinza!

Aquele artigo postado na tudismocroned, foi desonesto, mas para não ser tão cruel, vou fingir que foi apenas inocente, e foi escrito por um cara que tem aproximadamente a minha idade, mas que nunca foi ativo – ou pensou em ser – politicamente antes de 2013, e que após de dois mil e treze, apenas viu alguns vídeos idiotas no youtube, ou leu umas bostas sem fundamento do Olavo de Carvalho, e tomou aquilo como verdade absoluta para ele. A VIDA É ABSURDA, CAMARADA!

Acho bem bosta quando me chama de ideologista. Primeiro porque eu já fui de tudo – até mesmo “anarco”-capitalista! – e eu sempre busco entender melhor um ponto de vista, antes de qualquer coisa. Motivo número um, pelo qual sempre que me envolvem em uma treta da qual não tenho domínio, eu geralmente me esquivo, leio sobre o assunto e tiro as minhas próprias conclusões baseadas no que eu estudei. Mas quem sou eu para mudar a realidade de alguém, não é mesmo? Se elx prefere acreditar que eu sou um ideologista, então eu sou um ideologista.

Pelo fim do dogmatismo discordiano

A vida é irônica, não é mesmo? O discordianismo foi feito para ser uma religião que zoasse outras religiões e zoasse a dogmatização delas. O Discordianismo traz ensinamentos budistas, de uma forma libertária, sem uma autoridade ou dogma. O que é bom, todos nós concordamos com isso. O problema é quando esse anti-dogmatismo vira dogma. Mas não é um dogma contra um dogma – o que seria um dilema um tanto quanto engraçado – mas sim um dogma onde o discordianismo se tornou apenas ha-ha. Todas as críticas sociais e toda a filosofia absurdista, que relativiza a moralidade, se tornou apenas ha-ha. Ora essa, sigam esse conselho:

principiahahah
Página 00075, Principia Discordia

De tempos em tempos, eu olho os textos discordianos e fico “mano, que merda, não estou entendo mais nada”, e após ler o PD novamente – numa cagada – tudo volta ao normal e tudo faz – mais – sentido. Não é uma imposição, onde você tem que ler o PD sempre para ser discordiano, é uma recomendação, para que não se caia em uma punhetice glorificando o poder – conceito caracinza – ou um seguidor do caracinza por si só!

E veja: não estou – em nenhum momento – criticando a SFD por aderir novos conceitos ao discordianismo, longe disso. Incentivo e muito a inclusão de novos conceitos, você pode ver isso no manifesto da F.O.D.A.-S.E., e por mais que o fato dos annunakis serem um conceito bem bosta, onde eles controlam tudo – e controle ser coisa de Caracinza – não tem problema algum. Mesmo que a SFD confunda – diversas vezes, aliás – os discordianos com os illuminatis da Bavária. RAW uma vez disse que a inclusão dos illuminatis da Bavária foi feita para serem os inimigos dos discordianos. A questão é: De que lado está a SFD? No estado atual, não do meu lado, isso é com toda certeza.

E eu não quero que vocês, sejam anarquistas ou discordianos, se tornem discordianos e anarquista (respectivamente). É uma mistura interessante, alguns conceitos se batem, mas outros caem perfeitamente. Mas dá muito bem para viver sem um ou outro, da mesma forma que dá para viver sem Caos Magick ou qualquer outro tipo de ocultismo, sem ser discordiano. Nós queremos é dar risada do Caracinza e seus seguidores, mas sem cair no discordianismo há-há!

Eu quero que vocês fiquem loucos, que fiquem pirados, que vocês olhem as injustiças e a coerção no mundo e veja que ali reside a ordem, e que nós temos que trazer o caos para sociedade. Eu não quero você adote uma ideologia política, eu não quero que você vire

large
Caos é só o começo!

ativista, eu não quero que você distribua comida aos pobres, – embora isso seja bem legal da sua parte – eu não quero que você que você pegue em armas e destrua a máquina. Eu quero que você entenda que a Máquina é obra do Caracinza, e que ela subjuga, fere e transforma outros em caracinzas. Eu quero que isso te deixe louco, te deixe puto, te deixe cagando na própria calça de raiva. Eu. Quero. Que. Você. Traga. O. Caos.

Finalizando

Quando trabalhamos com o discordianismo, nós trabalhamos com a liberdade. Não vivemos num mundo livre, nem espiritual, nem materialmente falando. Informação tem para dar com pau, você pega, você lê, você interpreta. Tanto se fala nas grades, mas ficamos presos a elas e tentando comparar umas com as outras – eu faço isso também – o problema é você ficar agarrado a uma grade, sem ao menos ver a outra grade sozinha. Ver uma grade pela outra é ridícula. Que leiam a oposição, que leia o seu lado, e tomem as decisões, mas não leia o seu lado falando sobre a oposição, é a pior merda que você pode fazer. Ainda mais quando são vídeos do youtube que são montagens feito no movie maker. POR ÉRIS, COMO ALGUÉM CONSEGUE LEVAR A SÉRIO UMA MONTAGEM NO MOVIE MAKER?!

Relativizem mais, abaixo aos torturadores, abaixo a toda ordem, abaixo ao Estado, abaixo ao Capital, abaixo ao Caracinza e seus seguidores.

Leitura CRUA (recomendado, ein)

Anúncios

Moosemas – o fim do ano

O ano se aproxima do seu fim, 64 dias dAs Consequências, e já nos aproximamos do Caos. Hoje é dia 22 de dezembro, nessa sexta-feira será natal. Eu ando um pouco reflexivo, nessa semana, especialmente hoje. Mais niilista e claustrofóbico que nunca, claro, mas isso é bom – em algum sentido – eu consigo entender a vida, e ver a felicidade das pessoas – quando essa é vinda do coração – e simplesmente fico feliz por elas.

Essa semana tentei escrever um texto sobre Fé. Tentei escrever um texto sobre Discórdia e Anarquia também. E digitei mais duas palavras no Livro Secreto dos Amendoins. Não tenho estado empolgado para escrever, e esse texto é como um vômito, não me preocuparei em deixa-lo bonito e sem erros. Mas não vim aqui para reclamar, embora eu tenha tentado escrever um texto anti-natalino esse ano também. É mais como um: “ei, foda-se tudo, encha a cara e se divirta”.

Não me importo com sua religião. E embora pessoas de outras religiões, estejam submissas às comemorações cristãs do natal, não tenho do que reclamar sobre. O natal é a porra duma tradição ocidental, onde desde o século passado se é exaltado o consumo excessivo, em prol do mercado. Sim, de fato é, e isso deve ser combatido. A questão que fica é, como você vai combater o consumismo? Textões no facebook? Lambes no centro de Sampa? Passeatas? Exaltar o próprio ego, enquanto você grita pros favelados que eles tão errados em consumir? Exaltar o próprio ego, enquanto você grita pros riquinhos que eles tão errados em consumir?

Tá na hora de darmos um passo à frente. Palavras de ordem podem ter dado certo com vanguardas, na era vitoriana. Ninguém precisa mandar em ninguém. É fácil dizer ‘sem mestres, sem deuses’ enquanto você ordena isso, não? Leve-se menos a sério, chapa. Beba água. Fique bêbado, ria, esteja próximo das pessoas que ama. Ame.

Hanukkah, Saturnália, Dia dos Presentes, Natal, aniversário de Brian, que seja. É mais fácil reclamar da tradição alheia, ao invés de tentar implodir a coisa. Não gosta do consumismo? Divirta sem consumir, comemorações coletivistas, beba, beba e beba anti o consumismo excessivo.

Leve-se menos à sério, chapa. A revolução um dia chega, mas a insurreição começa agora. Então ligue pra mamãe, pro papai agora, se estiverem brigados, se perdoem. Vão passar o natal com suas famílias e amigos, pois é disso que se trata o espírito do Moosemas, no fim das contas, não? Amor, redenção, e anti-consumismo.

Eu ainda vou escrever o texto matando o papai noel, esse ano, mas ele vem depois do natal, ok? Eu vou aproveitar pra encher a cara e adiantar os projetos e as leituras atrasadas.

Paz e Segurança para todos vocês, irmãos e irmãs.

 

Feliz Moosemas!

Do que Vale o Rio Doce?

Eu tenho evitado de falar sobre o incidente de Mariana, soltei uma ou outra piada em alguma rede social, mas indiferente disso, as pessoas devem saber minha posição em relação a isso. Eu ando sem palavras sobre o caso, e todas as noites leio sobre o caso antes de dormir. Talvez o ápice de minha indignação, se deu na noite de domingo para segunda. A notícia dizia que é impossível recuperar a área devastada pela lama. Do que vale Mariana?

Eu sou contra privatizações, primeiro porque em 90% das empresas privatizadas, elas visam lucro máximo, e investem pouco na própria infraestrutura. Não venham me dizer que foi um terremoto que cedeu a barragem, porque isso soa ridículo. A vale foi privatizada um dia antes do nascimento do meu irmão, eu tinha pouco mais de um ano. Desde que me conheço por gente, a Vale é uma empresa de capital privado.

Agora destruímos um rio, sem chances de recuperá-lo. Em breve toda essa lama chega ao mar. E aí? Do que vale tudo isso? 1 bilhão? Então abusamos da natureza, em busca dum pedaço de papel. Nesse caso, em busca de papel pra caralho. Mas para que? As pessoas não sabem ter o suficiente para viver, então eles destroem a natureza em busca de algo que é um fantasma, uma ideia possessa, uma ideia fixa.

Ironia é galera do PV ser financiado pela Vale, ãhm? Claro, não se limita, PT, PSDB e PMDB tão na merda, mas para um partido que se diz pró-natureza, é cômico. Mas também é trágico.

Sempre que eu via os atos do Green Peace, em outros países, lutando contra grandes empresas fodendo a natureza, eu achava foda, e agradecia por nunca ter ocorrido algo assim no Brasil. Podem chamá-los de eco-chatos, se quiserem, mas quem vai tirar a razão deles? É a porra de um rio, que foi morto em busca dum fantasma.

A questão é: até quando vamos ignorar a natureza, a vida, tudo em busca do dinheiro? Até quando vamos aceitar e submeter-nos aos desejos dos ‘poderosos’? A natureza nos pertence, apenas a nós. As empresas apenas invadem, dando-nos espelhinhos e botando os problemas no nosso cu. 1 bilhão, né? Tou sabendo.

E ainda querem categorizar essa merda da Vale como desastre natural, adivinha quem ficaria livre de responsabilidades assim? Pois é. Foder com o mundo e não querer indenizar a galera que se fodeu é fácil, não? Estamos ao pouco destruindo Deus – ou Deusa, depende de como você vê – em nome do dinheiro.

Presto total solidariedade à igreja da eutanásia. Salve o meio ambiente: se mate.

A Divina Comédia do Analfabeto Político

Esse não é um texto de comédia. Assim como o Livro de Dante, esse texto é puramente político. Há uns dois dias entrei no infame grupo “Aécio Neves 2018 – Presidente”. No começo eu achava cômico, mas como meu Chapa Lev’s disse, seria cômico, se não fosse triste. E de fato, nunca vi algo tão escroto, que refletisse tão pobremente – pobre em espírito, a maioria lá tem dinheiro saindo do cu – a sociedade brasileira. Se tomarmos aquele grupo como um bando de trolls da internet, é um grupo normal. O problema começa quando aquelas pessoas estão realmente falando sério.

É o tipo de coisa que parece ter surgido na internet, mas que já é algo de longa data. Até porque, esse lance de PeTralhas, fora PT, não é algo que surgiu do nada na internet. Você já ouvia esse povo reclamar nas ruas, como bizarrices de pena de morte e intervenção militar, ou o mal entendimento – do senso comum – sobre marxismo e comunismo. O problema é que os avanços tecnológicos e acesso à informação traz isso aos nossos olhos e ouvidos.

Algumas pessoas dizem que a tecnologia um dia vai destruir o mundo. Já ouvi isso tanto de camaradas anarquistas, quanto de velhos conservadores direitistas. Geralmente as pessoas que dizem isso, afirma que é o mal da próxima geração, e eu discordo totalmente disso – pelo menos em partes. Para mim a tecnologia só é o mal da próxima geração, por conta da velha geração. A velha geração que se adapta a nova tecnologia e não a usada da maneira correta. Acho que a coisa mais linda da internet, é eu poder ler sobre o que eu quiser e ter acesso ilimitado à informação. O problema acontece quando a velha guarda tem acesso à informação e não sabe aproveitá-la, aceita qualquer merda que vomitam em seu colo. Essas pessoas nem ao menos checam o que eles tão lendo, e o quão absurdo aquilo soa! Não há problema algum nessas pessoas terem acesso à internet, o problema está quando elas acreditam em qualquer merda que elas leem, e compartilham essa informação com diversas pessoas, que por sua vez também acreditam sem checar. Me assusta ainda mais o fato de jovens – parto do princípio de que os jovens têm um domínio melhor dessas tecnologias – cometerem os mesmos erros que seus pais e avós, que basicamente é pegar a merda de um touro e esfregar por todo o corpo.

E claro, a mídia bonitinha não colabora, eles veem esse erro do povo, e logo usam e abusam do sensacionalismo, pra ganharem dinheiro em cima disso. Enchem seus sites de Ads, e colocam uma notícia polêmica, fazendo com que isso se viralize e caia no gosto do povo. A mídia atual é como o blog Sensacionalista, isento da verdade. A fórmula para se ganhar dinheiro hoje em dia é simples, pegue uma fonte internacional, traduza-a de uma forma porca e fraca, mude algumas palavras tornando-a ambígua e publique em seu site cheio de ads. A fórmula básica do capitalismo: Ganhar dinheiro em cima da burrice alheia.

Brecht dizia que “o pior analfabeto é o analfabeto político”, eu concordo com ele, mas o Analfabeto Político tem outra cara, é o cara que não ouve, mas fala, que finge participar dos acontecimentos políticos. Esse novo analfabeto político é tão burro, que estufa o peito dizendo entender de política, sem saber o imbecil que o político vigarista, corrupto, é lacaio das empresas nacionais e multinacionais. E dessa sua ignorância política, nasce a prostituta e o menor abandonado. Ele acredita que o problema está no político, e não nas empresas.

Eu não recomendo ninguém entrar no grupo “Aécio Neves 2018 – Presidente”, sinceramente. Tortura nunca mais, como dizem por aí, não é? Você só verá pessoas reclamando da Petrobrás, lugar onde há corrupção desde a república nova, e que se tivessem investigado naquela época, talvez não fosse essa putaria atual. Se há corrupção desde sua fundação, por que se preocupar agora? Talvez porque as pessoas sejam burras o bastante a ponto de defender um partido, fazendo de tudo para tirar o partido – ou time? – adversário de campo. Elas abertamente escolhem quem vai decidir o rumo das vidas deles, quem vai roubá-los e explorá-los. Alguns até dizem que todos partidos são corruptos, e exigem uma “Intervenção Militar Constitucional”. O que eles esquecem, é que toda forma de hierarquia é corrupta – além de infantil, vamos lá, superem isso. A maioria é adultos e sabe o que é bom senso… Se bem que pedir Intervenção Militar não é lá bom senso, vocês estão todos corrompidos – e enquanto nosso sistema não for de povo para o povo, sem ter um intermediário de representantes, não haverá justiça, apenas interesses e corrupção.

Outra coisa que eu acho engraçado desse grupo, é que eles são uns desordeiros. Quero dizer, meu quarto é mais arrumado que aquele grupo. Em menos de 30 minutos, 3 pessoas publicam um mesmo link no grupo, e um monte de gente aleatória vai lá e comenta a mesma coisa, – Monkey say, monkey do – que geralmente é algo como “INTERVENÇÃO MILITAR JÁ,,, PARA O BRASIL MELHORÁ” (sic), ou “O PT TÁ ACABANDO COM O BRASIL”, ou qualquer outra coisa que siga a regra do ‘monkey say, monkey do’, em capslock. Às vezes rola até fundamentalismo religioso, algo como “A DILMA QUER ACABA COM O POVO DE DEUS” (sic), ou qualquer coisa que demonize o PT e sua base aliada. Fora que qualquer partido que apoie o PT é chamado de PT pela Veja, e consequentemente por esse povo. Fora o fato de que o Impeachment da Dilma é mais um boato, do que algo de fato concreto. Alguns lugares dizem que é dia 13, outros dizem que é dia 15, outros afirmam ser dia 26, e no fim eles nunca vão conseguir merda nenhuma, porque um povo desorganizado merece ser domado, o principal motivo pelo qual esse grupo – “Aécio Neves 2018 – Presidente” – está fadado a ser um bando de manipulados pela Globo e pela veja. Alguns até chegam a dizer que a Globo é pró-PT e alienadores, mas a Globo é claramente PSDBista, além de ser dona da Veja, que é tomada como a fonte mais confiável deles.

Então gostaria de pedir aos queridos e queridas membros do “Aécio Neves 2018 – Presidente”, que se informem melhor, leiam mais e chequem suas malditas fontes. A galera posta a cada 3 minutos uma reportagem em um blog aleatório – mais aleatório que esse blog de anarquista louco, que vocês estão lendo agora. Se é que chegaram nessa parte, sem fechar e irem me xingar – e todos vocês ficam comentando merdas e coisas sem sentido. E estender o pedido a amigos e familiares, que compactuam com esse grupo, ou com o Revoltados On-line, ou qualquer merda do tipo, leiam mais e não fiquem postando merda-de-touro, como se fossem uns burros ignorantes. Se a tecnologia fez algo pela sociedade brasileira, foi mostrar a quão ignorante e retrógrada ela é.

2015 – O ano do Avesso

Não consigo entender os eleitores do Aécio, principalmente meus familiares, que são os principais exemplos que eu tenho de Eleitores-do-Aécio. Então esse texto eu direciono aos meus familiares Eleitores-do-Aécio, e para os propriamente ditos Eleitores-do-Aécio, que estão sendo incoerentes e levianos.

*Atenção: Não fiquem de butt-hurt, se se ofenderem, sentem e chorem*

Nessas últimas semanas tenho tentado entender a Dilma, e ainda por cima os PSDBistas de plantão. A V.S.ª Presidenta Dilma De La Merda, tem adotado políticas totalmente opostas das quais ela havia proposto. Ficou falando de esquerdismo[sic], e agora lambe as bolas dos direitistas[sic] e grandes corporações – Que novidade! –. O que mais me confunde e me dá um nó na cabeça, são os PSDBistas, que são de direita e agora ficam chorando pelas medidas adotadas pela Dilma.

Achei que todos – lê-se todos aqueles que deixaram de votar no Aécio, ou pessoas de direita – tinham consciência de que o Aécio aumentaria os impostos, reduziria os direitos trabalhistas – esse em especial, já que um dos miguxos e possível ministro do Aécio, tinha declarado que o Salário mínimo está bem alto – e qualquer coisa do gênero que foda a população num geral.

Se a Dilma fez o que fez, é porque ela também ama vocês, Eleitores-do-Aécio. Ela queria agradá-los. Não é uma fofa? É claro que não. Se ela adotou políticas duras, ela está tentando consertar a cagada econômica que ela e os outros políticos fizeram – PMDB, PSDB, PP, todos incluídos –, todo cidadão tem consciência dos salários altos vereadores, deputados, governadores, todo cidadão tem plena consciência de que são os próprios políticos que aumentam seus salários, todo cidadão tem consciência de que os políticos recebiam até o 15º salário há 2 anos atrás – coisa que acabou após um projeto de lei da Ex-Ministra da Casa Civil em 2013 –. Bem, eu pelo menos considero que essas pessoas saibam disso, e tenham plena consciência de que seus partidos também usufruem dessa putaria. Sim até o seu querido Senador Aécio Neves.

O que mais me espanta é o Eleitor-do-Aécio estar preocupado com o preço da gasolina. Amigo, chega aqui. Vem. Isso. Mais perto, deixa eu falar um negocinho no seu ouvido, chapa: Que se foda a porra da gasolina! O estado de São Paulo está ficando sem água, amigo! O querido governador decidiu aumentar o preço da água também, e sabe de uma coisa? Você só tem uma culpa parcial na falta de água. Os maiores culpados são as grandes empresas, elas gastam litros e litros para fazer roupas, tintas carne, para regar plantinhas pra você colocar na sua salada. Existem mulheres que tem bolsas em excesso, homens com roupas em excesso. E você consome excessivamente esses produtos. Você tem uma parcela de culpa aí, chapa. Mas cobrar mais de você e deixar as empresas impunes, ora, ora, é bem típico do Dom Geraldinho Alckmin Rola-Bosta.

Mas foi como um amigo meu disse, 2015 é o ano do avesso, Dilma fazendo coisas de direitista e Alckmin fazendo coisas de esquerdista. Um sobe os impostos, o outro libera mais cotas – esse escritor tem uma perspectiva positiva em relação as cotas -. O que sobra é a pergunta: Aonde vamos parar? Oras, como todo poeta tem um caráter profético, eu me sinto tentado a fazer algumas previsões sobre o que vem por aí em 2015. É claro que são coisas óbvias, e baseada em estudos de especialistas, mas que parecem bem reais.

Temos dois/três meses de água, que pode se estender mais alguns dias, ou meses, caso chova. Se a água de fato acabar, muitas pessoas serão demitidas, principalmente essas pessoas que trabalham [Os proletários, não os patrões] em agronegócios, indústria alimentícia, indústria de roupas e acessórios, até mesmo a indústria dos eletrônicos. O custo de produção envolve muita água, e para uma empresa é preferível trabalhar em ritmo mais lento, do que não trabalhar – importar grandes quantidades de água e trabalhar com poucas pessoas na linha de produção –, logo elas [As empresas] precisariam retirar dinheiro de algum lugar para comprar água, causando diversas demissões. O preço desses produtos estará superfaturado – sem somar o aumento dos impostos –, muitas pessoas sairão do estado, haverá pouca água para beber, para nós pobres e classe média, enquanto os ricos estarão tranquilos – E mais ricos! –.

E a culpa disso tudo não está só na Dilminha, ou só no Alckminho, a culpa está com você também, que votou neles, que acha que partidos fazem a diferença, que consome como uma vaca louca. Você deve se perguntar até quando você vai continuar a fazer cagadas, e deixar eles fazerem cagadas? Até quando você continuará a se portar de forma tão leviana?

O quê? Espera. Quer dizer que a maioria dos Eleitores-do-Aécio eram pessoas de Classe Média? Ué, achei que as pessoas que votavam no PSDB eram ricas, e tinham consciência de que a maioria das medidas adotadas pelo PSDB – até hoje –, sempre favoreceram os ricos e foderam com os pobres e a classe média. É, parece que o povo simplesmente é idiota, e esse texto gigantesco que você leu não teve propósito algum. Apenas o apague de sua mente.

Um apelo à razão: Motivos pelos quais os Separatistas são burros, mimados e não sabem do que estão falando.

Aah a democracia, ou ditadura da maioria, como preferir. Desde o começo dessa onda revolucionária,  vejo as pessoas citar essa bendita (ou maldita?) palavra: democracia. Se perguntar a um partidário do PT, o que é democracia, ele dirá: “Oras, democracia é o poder na mão do povo”. Caso você dirija essa pergunta a um partidário do PSDB, terá como resposta: “Essa é uma pergunta fácil, a democracia é uma forma de governo onde as pessoas elegem seus representantes, que te dão escolhas, que você tem a obrigação de seguir”. Parabéns, você é bom em memorizar o que as pessoas dizem, logo: já pode se formar no ensino médio (A.K.A. se formar em enchimento de linguiça), ou se eleger presidente, deputado e qualquer outro cargo na política governamental. Se perguntar a qualquer um deles, se o partido adversário exerce a democracia, a resposta de ambos é “Não” (O PSDBista eventualmente encheria a linguiça, mas no fim ele só queria dizer não. Tudo bem, nós eu consigo te entender, não fique chateado).

A Democracia talvez nunca tenha saído do papel. Mesmo na Grécia antiga já havia corrupção. Não no sentido monetário, como hoje. Mas nas Ágoras existia um grande jogo de influência, onde um grande grupo seguia as ideias de um único home, ou de um grupo menor de homens, fazendo aquilo ser o “desejo da maioria”. E é daí que vem o sofismo de nossos queridos políticos. E claro, embora Democracia signifique algo como “O poder do povo”, apenas homens, que fossem livres, poderiam participar. Algo que, de certa forma, ainda ocorre hoje, uma vez que dificilmente se vê pessoas pobres, negros ou mulheres se elegendo.

Mas o que me chamou a atenção nas últimas semanas, não é as atitudes de baixaria da revista ‘Veja’, ou o racismo nas redes sociais, pois é algo que, com um leve aperto no coração, eu já esperava. O que me chamou atenção foi o senso democrático, por parte dos partidários do PSDB, ou pessoas Pró-Aécio. Vi diversos vídeos de pessoas, que diziam que vivemos em uma ditadura, e que o PT (referido, muitas vezes, como uma entidade, uma pessoa, na maioria das vezes maligna) não respeita a liberdade dos cidadãos. Alguns diziam em um leve tom de desespero, quase que suplicante. O que eu não esperava era a reação da maioria dessas pessoas, frente a vitória da Dilma. A maioria delas aclamou por separatismo, alguns falaram em intervenção militar e uma minoria pedia o impeachment. Eu sinceramente achei cômico, em um primeiro momento, mas enquanto conversava com meu camarada Luyz, percebi o quanto a situação era séria: Essas pessoas se demonstraram filhinhos de papai mimados. ‘Pera aí… É exatamente isso que eles são! Pessoas que a família tem dinheiro há, pelo menos, quatro gerações, estudam em escolas particulares, fazem cursinho de inglês e se acham no direito de falar mal do Bolsa Família.

Então quando o PT está no poder, ele não respeita a democracia, mas quando seu candidato perde, você não aceita isso e quer separar o sul, sudeste e centro oeste? Achei que éramos uma única nação e deveríamos lutar Brasil, como diziam há um tempo atrás. Por isso digo que as pessoas que pedem separação são burras e não sabem da grande merda que estão falando. E não apenas pelo senso democrático: o buraco é mais fundo.

Os Separatistas ignoram o fato de que o maior índice de abstenção de votos, votos nulos e brancos, como forma de protesto, foi no sudeste. Essas pessoas não queriam nem Aécio e nem Dilma, essas pessoas não queria nenhum desses merdinhas. E se separarem esses estados, e torná-los um país, dominado pelo PSDB, saibam que haverá guerra civil, isso partindo da concepção de que essas pessoas são anarquistas, mas claro que isso é apenas uma aproximação, uma vez que algumas pessoas nessa lista apenas não se importam com a política.

Outra coisa que eles [os Separatistas], se esquecem é que grande parte da cultura brasileira, assim como museus e diversos pontos turísticos (não tão lindos como os da Bahia, mas aceitáveis), estão localizado no Sudeste e no Sul. Privar as outras pessoas do Brasil de acessarem essas coisas, é algo totalmente elitista. Se bem que isso não é um problema, para essas pessoas…

Além do fato da maioria dessas pessoas se esquecerem que somos uma única nação, e que o Brasil não ficou nas mãos do nordeste, e que os nordestinos não atrasam os Brasileiros, porque o Brasil ficou nas mãos dos brasileiros, e se eles escolheram a Dilma, os outros devem calar a boca e respeitar a decisão da maioria. E não agir igual putinhas mimadas, que ficam chorando, porque o papai disse não.

As pessoas se esquecem de que o Aécio não é nenhum salvador da pátria, ele mesmo disse que manteria relações com Cuba, disse que manteria o Bolsa Família. No fim, o que falta as pessoas é senso, nenhum político quer ser seu amiguinho, eles visam algo chamado progresso, que nem eles sabem ao certo o quê é, exigem sacrifícios e pedem para você pular da ponte, e ao votar neles, você pergunta: “Qual ponte?”