Porco Social Democrata Brasileiro

image

Acabei de ver uma galera pró-Aécio em frente a facul, uma renca de gente da força sindical, carregando bandeiras e fizeram uma sujeira nojenta com panfletos e copos plásticos e caixas dos Habbib’s. Bando de porcos, escrotos. Isso me emputece.
Havia algumas crianças no meio, provavelmente filhos dos sindicalistas. Crianças num jogo de adultos, todos felizes: tudo faz parte duma grande brincadeira. Pobres coitados. Ninguém deveria forçar os filhos a seguir suas convicções políticas e religiosas.
Uma zona total, fretados e mais fretados, carregados de pessoas.
Aquele homem com um walki-talk, velho, de camisa aberta e pêlos que devem cair em sua comida, é um tipo de segurança, me olhou feio quando ameacei chutar uma placa do Aécio, ontem. ‘Tá ali no meio, talvez guardando a camionete, deve ‘tarde me marcando, eu amassaria aquela porta, provavelmente. Não, talvez não. Muita gente, iam arrancar minha cabeça, na certo, me acusar de ser petista: irmão espiritual deles.
Um cara distribuindo bandeiras, adesivos amarelos com um 45 azul pra todo lado, mesmo em pessoas. Não vejo mais o sol, onde ele foi? Pessoas, fumaça de cigarro, carros buzinando, a guitarra de sultans of swing, calma e melancólica em meus ouvidos. O vento começa a ficar frio, cadê o maldito sol?
Trombando em pessoas por todo lado, e vejo tucanos e  45’s pra todos os lados, onde diabos eles vão? Eu não me importo, mas deixem a maldita liberdade limpa, porcos. É sério que votarão nele? – escrito às 18h30.

Remando contra o fluxo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s