Uma noite como essa…

Era uma noite, bem parecida com essa, na qual nos encontramos agora… Fria, sombria e assustadora. Estava eu, andando pelas ruas de minha cidade. Por algum motivo as luzes estavam todas apagadas, seria um Blackout?
Continuei a andar, em busca de minha cama, para falar a verdade, estava exausto! Mas minha casa ficava relativamente longe de onde eu estava. Então, saí de meu emprego mais cedo, por era sexta-feira e madrugada! Nunca me toquei que a caminhada de meu emprego a minha casa era tão longa. Parecia que esta noite, apenas nesta noite, tudo parecia distante. Meus passos não eram nada mais nada menos do que um suspiro superficial, minúsculo, quando comparado a imensidão do mundo, que agora me acolhia.
Não sei o que me assustava mais, o fato de eu ser um nada comparado com o tudo, ou o fato de algo estar me observando… Sim caros amigos, perto de mim, algo me observava, diria eu, que até estava me seguindo. Seus olhos, vermelhos, macabros, horripilantes a espreita, apenas esperando o momento, aquele maldito momento, entendem?
O que tal coisa procurava em mim? Seus olhos, furtivos seguiam-me a cada movimento. Piso em uma poça d’água e gotas pulam, assim como gotas pulam quando pessoas choram de dor… De uma dor sofrida, como uma facada. Os olhos, recuaram, estariam eles com medo da água? Que coisa tosca, Olhos assassinos e desesperados por dor terem medo de água.
Me senti mal, algo está acontecendo comigo. Comecei a espirrar e meus olhos a lacrimejar, teria alguma coisa haver com aqueles olhos. Estaria aquele demônio rogando alguma praga para cima de mim.
Corro, atônito, não há nada mais que eu saiba fazer. Ouço a criatura demoníaca fazer um chiado, estaria ela invocando demônios em sua língua diabólica? Ela me segue, com astúcia e rapidez.
“Fodeu!” Penso eu, ao me encontrar em um beco sem saída. Aqueles olhos, me observando, vermelhos da cor do sangue… Cada vez mais se aproximando… Solta o maldito chiado novamente, enrola-se em minhas pernas! E ronrona…
A criatura era apenas um gato preto, de olhos vermelhos e furtivos. Aquela criatura diabólica me seguiu apenas pelo fato de eu trabalhar em uma peixaria! Chutei-o para longe gritando:
“Criatura infernal, você me passou um susto do caralho!”
Depois de reflexão eu percebi, o chiado era um miado. A praga que me jogara era minha alergia. E eu aprendi a nunca mais pegar hora extra na peixaria!

Anúncios

Sexta 13 – Seja Bem-vindos

Olá Rapazes e raposas!
Hoje é sexta-feira 13! Começamos hoje o dia quando ele ainda é noite. Hoje é a inauguração do Blog…
E para comemorarmos essa data tão importante começarei iniciando uma tag nova, que será usada em todos (TODOS) os posts de sextas-feiras 13, infelizmente a próxima é apenas em setembro do ano que vem, mas não fiquem triste, Sexta-Feira 13 é um dia onde o blog terá atualizações massivas! E como já são 3 horas da manhã eu irei contar-lhes uma história de terror, que realmente aconteceu comigo.
Prontos? Então aguardem o próximo post e sejam um pouco mais… Felizes… MUAHAHAHAHAHA!